domingo, 30 de novembro de 2014

Filth (2013)



Título Original: Filth

Gênero: Policial

Diretor: Jon S. Baird

Roteiro: Jon S. Baird e Irvine Welsh

Sinopse: "Bruce Robertson (James McAvoy) é um agente da polícia. Corrupto e psicótico, não para diante de nada para obter o que deseja. Encarregado de resolver um crime brutal e ameaçado pelas ambições dos colegas, Bruce decide fazê-los cair em desgraça diante do Inspetor Chefe Toal." 




 O papel é muito bem encarnado pelo ator James McAvoy, que faz um policial chamado Bruce Robertson, obsessivo por uma promoção, decidido passar por cima de qualquer coisa, nos fazendo, às vezes, achar que o personagem parece estar crucificado pelo bem e pelo mau, consequências de suas escolhas. O filme vai muito além da caricatura mostrada no trailer, embora seus concorrentes sejam mostrados facilmente de forma superficial, até mesmo infantil, como o caso do seu melhor amigo. Mas diante do apresentado, são características releváveis. É possível lembrar um pouco de "medo e delírio" diante das alucinações. 

Não há aparentemente, uma preocupação em passar mensagens positivas, é um filme nu e cru, mostrando toda a ambição de um homem perturbado, e aos poucos, juntando o quebra-cabeça de sua própria história, reservando cenas um pouco desagradáveis e surreais até concluir toda a bagunça mental. Encontramos um situação ou outra de comédia, mas nada que tome conta totalmente do enredo, que vai se transformando para um drama obscuro, consequências do mergulho que o protagonista faz diante da sua insanidade e atos descontrolados. Fúria, poder, desequilíbrio, angústia e toque cômico, fazem de ''Filth'' um filme humano e voltado pra quem gosta ou procura assistir uma obra diferente.

Avaliação: 
Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo 

Eugênio Colonnese

"Eugênio Colonnese (Fuscaldo, Itália, 3 de Setembro de 1929 — Santo André, São Paulo, 7 de Agosto de 2008) foi um desenhista, roteirista e editor de histórias em quadrinhos italiano naturalizado brasileiro, radicado no país, filho de mãe brasileira e pai italiano. Ganhou dois Prêmios Angelo Agostini, um 1985 e outros em 1994 na categoria Mestre dos Quadrinhos. Em 1995 foi a vez do Troféu HQ Mix de Mestre do Quadrinho Brasileiro, em Outubro de 2008 recebeu o póstumo Troféu Bigorna na categoria 'Uma Vida dedicada aos Quadrinhos'." [wikipédia]











quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Frank Frazetta

"Frank Frazetta (Brooklyn, 9 de fevereiro de 1928 — Fort Myers, 10 de maio de 2010) foi um ilustrador estadunidense de ficção científica e fantasia, notável por seu trabalho com quadrinhos, capa de livros, pinturas, posters, capa de discos, e outros tipos de mídia." [Wikipédia]

Frank Frazetta: The Life and Works of the Master Artist